Curso Moço de Convés Braspanama

RUMAR

O RUMAR – Instituto RUMO AO MAR, é uma associação de direito privado sem fins lucrativos, certificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que tem como missão social resgatar e fomentar a conscientização do uso das águas fluviais e jurisdicionais marítimas brasileiras, da chamada “Amazônia Azul”, para o desenvolvimento sustentável do país por meio de ações e projetos sociais, educacionais, culturais, de marinharia, de preservação ambiental e de ciência e tecnologia.
A origem do Instituto Rumo ao Mar, que remonta ao “Projeto Rumo ao Mar” objetivava entre outras metas, “despertar o interesse pelas coisas do mar na juventude”, agregando esforços junto à Marinha do Brasil, através da CIRM/SECIRM, no “Programa Mentalidade Marítima” e os Escoteiros do Mar. Decorridos alguns anos, o projeto entrou em hibernação devido a alterações governamentais e destinações de recursos. As necessidades educacionais continuam prementes, bem como a urgente compreensão da importância das águas para a manutenção e o desenvolvimento da vida, com sua biodiversidade em nosso planeta.
Assim, no dia 3 de junho de 2008, no Museu Naval, foi lançada a pedra fundamental do RUMAR. A solenidade de instalação da Assembléia de Constituição do Instituto Rumo ao Mar foi coordenada pelo Comandante do 1º Distrito Naval, Vice Almirante Gilberto Max Roffé Hirschfeld, presidida pelo Almirante de Esquadra Mauro Cesar Rodrigues Pereira e o Coordenador Nacional dos Escoteiros do Mar, Comandante Carlos Borba, eleito para a Presidência do Instituto Rumo ao Mar. Na ocasião estiveram presentes várias autoridades da Marinha do Brasil e inúmeros representantes de importantes segmentos voltados para a preservação do meio ambiente, muitos dos quais se tornaram sócios fundadores (81 assinaturas) e quando algumas lideranças assumiram cargos administrativos no Instituto Rumo ao Mar.
Baseado no Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro e tendo como referência em suas atividades e projetos o “Programa Mentalidade Marítima”, o RUMAR compreende a necessidade de o Brasil dispor do seu expressivo “Poder Marítimo” entendido como: “capacidade resultante da integração de todos os meios de que dispõe a Nação para a utilização ampla do mar e demais aquavias que vão ter no mar, quer como instrumento de ação política e militar, quer como fator de desenvolvimento econômico e social, visando alcançar e manter os objetivos nacionais”.
O Instituto Rumo ao Mar reforçará esta meta, através da implementação de Programas Educacionais especialmente desenvolvidos ao longo da costa brasileira.